25.10.06


(patchwork love)

Quando era pequena fui algumas vezes com os meus pais à casa de uma senhora que benzia pessoas. (Isto deve parecer uma coisa do outro mundo aos mais citadinos e de certa forma também a mim hoje, depois de tantos anos, me parece uma coisa de outro mundo) Lembro-me que perdi uma pulseirinha de prata no quintal dela (daquelas com o nome gravado que toda a gente tinha na altura). Bem, porquê falar desta mulher? Porque ela fazia patchwork e eu nunca mais me esqueci disso. De certeza que ela não lhe chamava patchwork, provavelmente não lhe chamava nada, mas seja como for, a imagem da máquina de costura (Singer, claro!), dos bocadinhos de tecido, de trabalhos já acabados e outros por acabar é algo de que me lembro frequentemente, nem sei bem porquê. De certa forma, estas imagens acompanharam-me a vida toda. Meu Deus, como eu desejei ter uma daquelas coisas que ela fazia. Tinham uns padrões complicados que ela fazia muito certinhos. Sem dúvida que havia algo de místico naquela casa... Toda esta conversa a propósito de quê? Do facto de eu, vinte e poucos anos depois, também estar a coser retalhinhos. Sem padrões, é verdade, e bastante menos certinhos, mas também estou a fazer patchwork.
.
.
Tem algo de mágico esta actividade. Porquê tamanha satisfação? Lembro-me de ler um post da Rosa Pomar em que ela perguntava o que é que levava as mulheres a coserem pedacinhos de tecidos uns outros. Bem, se não foi isto que ela perguntou, foi qualquer coisa parecida... Acho que existe aqui uma continuidade, um ciclo, sei lá...
.
Como estas coisas aparecem em surtos, há duas semanas atrás, comecei a sonhar com patchwork e já consegui "tirar do meu sistema", entre outras coisas que mostrarei depois, uma capa para a agenda, uma carteira e um porta-moedas.
.
.
Para mim, as melhores noites de sono, são aquelas em que depois de uma crafty session bem sucedida, durmo um sono pesado e sonho com o que fiz e com aquilo que quero fazer.
.
.
P.S.
1) Para não estar a dizer asneiras, fui consultar os 40 posts da Rosa Pomar sobre quilting para encontrar o tal post. Afinal a pergunta está feita em inglês e não é da Rosa.
2) Para quem tiver curiosidade, a foto da aranha (que devia ilustrar o post anterior) está aqui.

5 comments:

  1. LOL!

    E que coisas lindas :=

    ReplyDelete
  2. ...errata: era :) e não := (já não chego bem ao teclado...).

    ReplyDelete
  3. A mim o que me agrada mais com o patchwork/quilting, é que podemos criar uma coisa nova e única com as combinações que fazemos.
    Tecidos bonitos há aos montes, mas composições bonitas são mais difícil de fazer...

    Está tudo muito bonito, parabéns!
    :)

    ReplyDelete
  4. oi amiga tem trabalhos mt mt lindos vou tentar fazer um porta moedas para min em patchwork espero ke possa visitar meu blog bjss.

    ReplyDelete